3.11.15

Ainda bem que há o Judiciário para reparar... E eu confio!

Se usar os mesmos meios que o outro usa para me atacar e tentar denegrir meu trabalho, é covardia? O que sobra pra ele? É injusto mesmo usar de espaço que o outro não tem, como tribunas e microfones. 
Cansei da falta de respeito comigo e com minha equipe da SMS e quanto ao que falou, nunca fui sócio de ninguém (graças a Deus). A minha empresa é minha e de mais ninguém. Aliás, eu tento fazer algo e não depender só do que é público. 
Minha vida pública pautada na ética, na honestidade e na seriedade está à disposição de quem quiser. Quem trabalha comigo sabe o quanto sou transparente em tudo o que faço.
Minha empresa nunca teve negócios ou sequer faturou alguma nota pra Prefeitura e nunca participou de nenhuma pesquisa ou processo licitatório. Tenta me desconstruir mentindo, caluniando, difamando. É lamentável quem tem a maldade impregnada no coração. Jamais cometeria tamanho dolo. Sempre agi com responsabilidade.
Onde estou, vim com minhas próprias pernas, não precisei tirar diárias, não justificar e deixar outros pagarem por mim  ao erário público. 
Mas o que fala agora vai ter que provar pois já sabia da má fé deste senhor, agora só se comprova. 
Venho de uma família muito humilde, mas a honestidade trago como o maior valor na minha vida. Mas a justiça está aí pra isso e vou procurá-la. 
Meu trabalho ninguém vai desconstruir. Não tenho medo de nada.
Quem tem telhado de vidro é bom olhar pra cima! Seria tão bom se procurasse fazer algo edificante para toda população.

Nenhum comentário: