30.7.11

Sobre o futuro Centro de Especialidades em Saúde

Há poucos instantes, ao acessar o blog do amigo Jeremias Oliveira, me deparei com uma notícia publicada por mim, no ano de 2008 (quando a Prefeitura adquiriu um prédio para construção do Centro Municipal de Especialidades), que foi inclusive publicada na imprensa e aqui também vou reproduzir.

Começam as obras do Centro Municipal de Especialidades

O Prefeito de São Francisco de Assis Ernani Cruz e a secretária de Saúde Janice Cáceres deram início a tão sonhada obra do Centro Municipal de Especialidades em Saúde. O novo espaço, localizado na rua Borges de Medeiros atenderá a população assisense através do Núcleo de Apoio á Saúde da Família- NASF – com apoio do Governo Federal para atendimentos de Fonoaudiologia, Psicocologia, Psiquiatra, Educador Físico e outras especialidades como Dermatologista, Traumatologista e Otorrino. O Centro Municipal de Fisioterapia terá 05 boxes de atendimento individual e salão para atendimento em grupo. Profissionais serão nomeados através de concurso Público para Fisioterapeuta, Odontólogo, Auxiliar de Consultório Dentário, Pediatras, Obstetra, entre outras áreas da Saúde. Para o prefeito Ernani Cruz a obra representa um grande avanço em atendimento a saúde. "Como Prefeito, vejo que é uma conquista da comunidade assisense e como médico me sinto feliz em realizar esta grande obra que trará benefícios a todos os munícipes da cidade e do interior",
ressaltou Ernani.

Diante da pergunta do blogueiro no título da postagem, enviei o seguinte comentário:

Amigo Jeremias,
Apenas para informar que nesta semana conversei com o Prefeito Ernani sobre esta que será um dos maiores investimentos na saúde assisense, tendo ele me confirmado que até o final deste ano, fará o possível (e até mesmo o quase impossível pela falta de recursos) para concluir a obra, devido à importância para toda a população.
É um projeto de todos e um sonho particular do Prefeito em deixar esta obra para comunidade.
Afinal, para este segundo semestre estão previstas também: a construção do novo CAPS (já licitada e será em terreno próximo ao Hospital Santo Antônio), o novo ESF Cohab (a exemplo da construção do ESF Bairro Italiano - recentemente inaugurado). Destacando aqui, apenas a saúde.
Mas conforme o Prefeito, ainda neste ano teremos muitas outras de pavimentação (calçamento e asfaltamento na cidade) e a nova Escola de Educação Infantil.
O mandato de Ernani segue com inúmeras realizações e você também acompanha e como o mandato vai até 2012, acredito que vale a pena aguardar para ver o que vem por aí...
Abraço,
Herton Couceiro.

--------------------------------------------------------------------------------



E quando inaugurar esta obra, seria bom que não só os vereadores de situação acompanhassem o ato, mas também os de oposição.
Francamente, este argumento (que ouvi partindo da Câmara) que não são citados pelo protocolo não é verdade.
Faço questão de valorizar todas autoridades presentes, tendo inclusive citado o telefonema do vereador Mauro que justificou sua ausência durante solenidade de inauguração do ESF Bairro Italiano. Sempre faço isso. Já li ofícios de vereadores também se justificando. É perfeitamente normal essa prática.
Não tenho motivo nenhum para esquecer alguém, ainda mais os representantes do povo, que é a própria comunidade que coloca na Câmara.
Também não tenho obrigação de enxergá-los em eventos grandes, como o Carnaval, que reuniu quase 6 mil pessoas. O correto em qualquer cerimonial é se apresentar para o protocolo, até mesmo para que o cerimonialista não cometa nenhuma gafe.
Mas como nunca exigi esta formalidade da apresentação (usada em muitos municípios), sempre ao notar a presença de autoridade, faço questão de citá-la.
Procuro fazer cada evento da maneira mais profissional possível. Quem me conhece ou acompanha meu trabalho sabe disso.
Não tenho absolutamente nada contra ninguém!

Problema de quem não acreditar!



Um comentário:

Anônimo disse...

Corretíssima esta atitude do cerimonialista em citar a presença das autoridades, mas para que isto ocorra é necessário e obrigatório que a autoridade se “identifique”, de o ar da sua graça, como se diz, pois ninguém é obrigado a ficar cassando presença no meio dos presentes, qualquer pessoa por menos ou pouco conhecimento que tenha deve saber que ao chegar à local de evento tem que passar no cerimonial para informar sua presença, por tanto, não me venha com esta de que este ou aquele não é citado quando presente em eventos, pra mim tão querendo por chifre em cabeça de cavalo, o melhor ainda era certas “autoridades” se inteirar das regras de protocolo, tenho dito. Rogério Ayres – Mestre de Cerimônia e Protocolo (com certificado)